O blog ainda existe!

São exatamente 00:26, acabo de entrar em um site dessa mesma plataforma e notei que uma conta minha estava logada aqui no WordPress. Não consigo nem descrever minha surpresa ao ver esse espaço em que tanto me dediquei por certo tempo e onde escrevi tantas coisas ,até mesmo sobre meus sentimentos. Não lembro exatamente porquê acabei abandonando esse blog, ou porquê eu não o exclui, na verdade, fico feliz de não ter apagado nenhum pontinho que publiquei aqui, mesmo que contenham alguns erros de português que me deixaram nervosa.

Passei algumas horas lendo desde o primeiro post até o último, e confesso que não tinha percebido o quanto eu mudei até ter tido esse “contato” comigo mesma. Eu não fotografo tanto quanto antes, apesar de ainda gostar muito do assunto. Eu não leio tanto quanto antes, e sim, estou com uma grande inveja das longas listas de leituras do mês que eu publicava (não tenho certeza sobre a possibilidade de sentir inveja de si mesmo). Notei que eu não escrevia tantos posts de playlist, e que inclusive dei a justificativa de que não conhecia tantas músicas e demorava séculos para adicionar novas ao meu repertório, estaria contando uma mentira absurda sem dissesse o mesmo agora. Eu não tinha paciência para séries, já hoje são um daqueles momentos importantes do meu dia. Mas eu mudei muito mais que os meus gostos e alguns costumes, eu mudei o meu jeito de pensar, não completamente, mas sinto que cresci muito mais psicologicamente falando do que fisicamente.

Na aba Sobre eu escrevi que “o futuro ainda é um tela em branco, ainda não sei o que desenhar nela, mas acredito que já estou juntando os materiais que precisarei usar para pinta-la”, bom, essa tela não está mais completamente em branco, e eu já não tenho certeza se continuo com os mesmos materiais, ou se adicionei tantos novos que aqueles acabaram ficando um pouco para trás.

O meu último post foi publicado no dia 15.04.2016, ou seja, ainda iria completar um ano desde que parei de escrever aqui, mas na verdade parece que já se passaram anos. Tantas coisas aconteceram, tantas coisas me forçaram a crescer um pouco mais, tantas coisas ruins, mas uma imensidão de coisas boas para acompanhar. Sabe, talvez eu não tenha mudado tanto assim. Continuo aquela menina sem tantos amigos e com mesma dificuldade de simplesmente começar a falar com alguém; ainda gosto de ficar sozinha e Percy Jackson ainda é um dos amores da minha vida; ainda não sei me descrever, continuo não fazendo a mínima ideia de que profissão seguir. Eu ainda mudo a cada segundo. Ainda gosto de escrever e apesar disso continuo sem conseguir mostrar meus textos para outras pessoas. Ainda sou fã de Ed Sheeran e Paramore. As pessoas ainda não entendem tanto assim meus desenhos e ainda me perguntam se está tudo bem depois de ver alguns deles. Continuo sendo uma menina, e claro, continuo sem ter a mínima ideia em quê resultará tudo isso.

 

Playlist #7

 Hoje tem mais um post de playlist, e dessa vez eu trouxe algumas músicas de artistas não tão famosos, pelo menos que eu ainda não tinha ouvido falar. As vezes eu gosto de conhecer séries, filmes, músicas, artistas não tão famosos, porque como não tem tantas pessoas que conhecem, bate aquela sensação de que só você tem, só você conhece haha. Mas também tem alguns que muita gente já conhece, de qualquer forma espero que gostem.

  • You & me (Feldberg)

  • Golden ( ZAYN)

 

  • Please don’t say you love me (Gabrielle Aplin)

 

  • Dreamin’ (Feldberg)

  • Stand by me (Oasis)

E essas foram as músicas que eu escolhi para a playlist de hoje. Estou pensando em passar a colocar mais músicas nas playlists, que tal?

Espero que tenham gostado das músicas! Me contem se já conheciam elas, ou se gostaram.

Não é tão simples, mas também não é tão complicado

Estava pensando nos diversos momentos da minha vida em que eu vi o momento como a pior coisa que já me aconteceu, mas hoje vejo o quão bom foi ter passado por esse momento,  o quão importante foi para que eu olhasse tudo de uma forma diferente, para que eu conseguisse ver o que é realmente bom, e para formar boa parte de mim.

No inicio desse ano, passei por outra situação que no momento simplesmente não quis acreditar no que estava acontecendo. Sabe aquele momento que você sabe que sua vida vai mudar, e aparentemente não vai ser para algo tão bom quanto você esperava? Foi o que aconteceu. Sabe o que eu penso hoje sobre essa mesma situação que aconteceu a três meses atrás? Que foi bem melhor assim, que através dessa experiência eu estou descobrindo uma parte de mim que ainda não conhecia. Por conta dessa experiência, eu conheci novas pessoas, descobri que tenho mais capacidade do que eu pensava ter, provei que ao contrário do que eu pensava, eu consigo fazer muitas coisas sozinhas, e apesar de nem sempre gostar dos momentos sozinha, eles estão sendo bons de alguma forma.

Eu sou uma pessoa que costuma piorar as coisas mais do que outras pessoas piorariam. Sofro e me preocupo antecipadamente por coisas que nem se quer sei se vão acontecer mesmo. Mas agora eu sinto estar melhorando. Acho que é muito bom ter mudanças na nossa vida em certos momentos, porque nós nos acostumamos muito com as situações e acabamos fazendo coisas que já se tornaram tão comuns que nem conseguimos perceber que não é algo realmente bom, ou então nos conformamos com algo, e nos jugamos incapazes.

É tão boa essa sensação de estar fazendo algo diferente, vendo as coisas de um outro jeito. Tendo a oportunidade de viver novas experiências.

O nosso problema é sofrer antecipadamente. Ficamos tão preocupados com o que devemos fazer no momento, que esquecemos que o devemos fazer, é simplesmente viver. O que devemos fazer, é olhar para o “problema”, como a solução para outras coisas. Pense nas coisas boas que o até então ruim pode trazer para você. É difícil enxergar, sei disso, mas mesmo que você não consigo enxergar no momento, não se preocupe, não crie mais um problema.

Não é preciso mudar de país, estado ou cidade, para mudar. Basta olhar ao seu redor. As pessoas que estão na sua vida se importam realmente com você? E você se importa realmente com elas? O que está te incomodando em certas relações? Converse, resolva. Você se vê incapaz de fazer algo? A única coisa que você precisa fazer, é provar para si mesmo que consegue, que é capaz. Pense no que vai acontecer durante o caminho, ao mesmo tempo em que pensa nas formas de desviar desses obstáculos. Não crie limitações, porque elas só existem na nossa mente. O que tanto te incomoda? Por que você não muda isso? Sente falta de amigos? O que te impede de falar com alguém que você vê constantemente? Sem olhar para aparências, sem olhar para o que os outros falam dessa pessoa. É tímido demais? Eu também sou, mas as vezes resolvi não segurar um comentário sobre a situação, e do nada estava em uma conversa muito boa.

As oportunidades surgem a todo momento na nossa vida. Oportunidade para coisas que nem queremos, e por isso nem percebemos. Elas são muitas, mas na maioria das vezes são discretas, ou não, talvez somos apenas nós que damos destaque para outras coisas e deixamos ela apagada. Não seria muito mais simples agir sem tanto nervosismo? Sem tanto medo do que vai acontecer? Nós não podemos mudar o passado, então não adianta sofrer tanto por ele. Nós não sabemos e nem podemos evitar o que vai acontecer no futuro, então não adianta nos preocuparmos tanto com ele. É inevitável não pensar no futuro, ou não se arrepender do passado. Mas as vezes exageramos, né? Será que não estamos exagerando agora? Criando problemas onde não tem? Vivendo algo que no futuro vai ser ótimo?

Há certas coisas que não podemos resolver, que não podemos diminuir a preocupação. Mas agora pense nas coisas ruins que já te aconteceram, mas passaram. Pense naquele problema horrível que você passou, mas que depois se resolveu e ficou tudo bem.  Os momentos passam. Embora hoje eles pareçam eternos, outros bem piores também já pareceram ser assim.

Não é tão simples, mas também não é tão complicado.

O mundo não vai acabar se isso acabar

Nesse momento olhos para as paredes, me pergunto o porquê disso tudo.  Tudo não pode simplesmente se resolver? Não pode simplesmente acabar? Ou só depende de mim? Porque tenho a sensação de estar fazendo algo errado ao desistir, mas sinto o mesmo ao permanecer com tudo isso.

É tudo uma grande bagunça, e estou cada vez mais cansada de tentar arruma-la. Eu tentei por tantas vezes ignorar o que estava acontecendo, tentei ser o oposto da situação, a calma do momento. Mas não estou suportando, simplesmente não quero continuar com algo que não levará a lugar algum.

Sua situação está difícil, eu sei. Você sabe, eu sei, eles também sabem o quanto tento te ajudar, o quanto te ajudo, o quanto me esforço para não piorar sua situação, o quanto tento ser o ponto de paz, mas não percebi que estava me destruindo. Não percebi que estava tão esforçada em te deixar bem que estava me deixando de lado. Estava esquecendo de fazer o bem para mim mesma. E você com esse pensamento de que os seus problemas são sempre os piores, os maiores, não me ajudou, apenas continuou no seu próprio mundo, lugar onde você nunca me deixou fazer parte de verdade. Mas como você poderia me ajudar se você nem ao menos notou algo de errado?

O mundo não vai acabar se isso acabar. O meu mundo vai mudar, e uma parte será destruída sem previsão para ser reconstruída. Mas isso não vai me matar, não me deixará pior. O melhor a se fazer é simplesmente deixar ir, fazer com que todos os momentos se misturem ao vento, talvez eles passem por nós novamente, ou então nunca mais o veremos, aquilo que for o melhor acontecerá, porque é assim que as coisas funcionam. Aquilo que parece horrível hoje, pode ser a melhor ou uma das melhores coisas que já aconteceram na nossa vida no futuro, pelo menos é no que procuro acreditar.

Mind Of Mine: minhas músicas favoritas do álbum

Semana passada no dia 25 (quarta-feira), o Zayn lançou o seu tão aguardado álbum, o Mind Of Mine. Estou acompanhando esse cd desde quando foi anunciado e logo no primeiro single eu já queria ouvir o cd todo. Conforme fui ouvindo as músicas queria cada vez mais ouvir tudo, como o dia finalmente chegou, ouvi com calma cada faixa e logo sabia quais eram as minhas favoritas, e hoje vou mostrar quais são elas.

  • Pillowtalk

  • Befour

  • She

  • Drunk

  • Like i would

  • Fool for you

  • She don’t love me

E essas foram minhas sete músicas favoritas do Mind Of Mine que me agradou muito mais do que eu esperava. Sinceramente, todas as músicas estão ótimas. Gostei muito da batida que elas tem. A forma como algumas te dão uma vontade de dançar por terem uma boa batida, mas não é algo animado demais ou muito exagerado.

Estou ouvindo todas as músicas a todo momento, mas claro que tem aquelas que a gente simpatiza mais haha. Enfim, eu estou no nível avançado de dependência por esse cd e mal vejo  hora de ter o meu em mãos ♥.

Pensei que estávamos aguentando firme…

tumblr_m2oj9bq1NF1ql137zo1_500

Vamos direto ao ponto: o que está acontecendo aqui? Por que estão indo embora? Pensei que algo assim não seria o suficiente para nos afastar, pensei que essa pequena distância não seria o suficiente, porque quer saber? Ela realmente não é, quem sabe isso não era uma amizade de verdade não é mesmo? Eu esperava mais de vocês, eu esperava mais de mim, porque querendo ou não, preciso admitir que também tenho culpa de estarmos nos afastando cada vez mais.

Eu pensei, dessa vez eu acredite mesmo que havia encontrado pessoas certas, e eu sei que as amizades que fazemos na infância ou adolescência não duram a vida inteira, mas eu achei que nós faríamos parte do grupo das exceções, ou pelo menos que algo maior nos afastaria.

A cada dia eu vejo o grupo se fechando, vocês continuaram próximos, na verdade ficaram mais do que já eram, mas com essa distância eu só me afasto e vocês não parecem ligar muito pra isso. Sabe como está sendo difícil? Eu realmente nunca havia passado por um momento onde me senti tão sozinha quanto hoje. O que está acontecendo com a gente? Não me tratem assim, vocês sabem que além de vocês não existem outros, pelo menos aguardem um pouco para se afastarem de maneira tão violenta. Isso tem acabado comigo, pode parecer drama eu sei, eu mesma provavelmente acharia um drama, mas a verdade é que só sabemos quando acontece com a gente, quando passamos pela situação, e minha situação agora não é a melhor, mas tento me animar a cada dia, minha situação pode não ser boa mas não se compara e nem deve ser comparada a de outra pessoas com problemas incomparavelmente piores.

Eu só queria mais um tempo, mas tudo bem, sabe porque? Porque como já disse inúmeras vezes, tudo passa, tudo é uma fase, um momento. E quem sabe tudo isso não está acontecendo para o nosso bem? Talvez seja o certo, ou pelo menos eu espero que seja.

“You’ve gotta help me

I’m losing my mind

Keep getting the feel

You want to leave this all behind

Thought we were going strong

I thought we were holding on

Aren’t we?”

(History- 1D)

O menino da lista de Schindler (Leon Leyson, Elisabeth B. Leyson e Marilyn J. Harran)

DSC00075

Já comentei algumas vezes aqui no blog que me interesso muito pela 2ª Guerra Mundial, e principalmente sobre a história de pessoas que viveram na época. Acho inspirador a força que essas pessoas tiveram, a situação que suportaram,o fato de continuarem tendo esperança e fazendo coisas incríveis mesmo quando estavam usando suas últimas forças. Por gostar do tema procuro livros que contam essas histórias, e apesar de não ter lido muitos até agora, estou procurando aumentar essa lista, tanto que li O garoto da lista de Schindler e vim falar um pouco dele aqui.

DSC00078

Em O garoto da lista de Schindler nós conheceremos o relato real de Leon Leyson que na época tinha 10 anos e morava com sua mãe e seus quatro irmãos, já que o pai para oferecer uma vida melhor a família, trabalhava e morava na Cracóvia. As condições melhoraram  e todos foram morar na Cracóvia, mas para a infelicidade da família a Polônia foi invadida em 1939 pelo exército Alemão. O que estava acontecendo? A 2ª Guerra Mundial.

Com o passar do tempo a situação só piorava. Foram transferidos para o gueto (bairro onde passaram a morar somente judeus), já não tinham a mesma liberdade e tudo foi ficando cada vez pior, até o ponto de terem que ir para um campo de concentração, onde a situação era precária.

Na época um alemão chamado Oskar Schindler estava empregando judeus para trabalhar em uma de suas fábricas. Oskar estava sempre tentado ajudar esses judeus, protegendo-os e tratando eles como pessoas normais, o que na época não acontecia. Entre os judeus que tralharam e foram salvos por Schindler estava Leon, e é essa história que conheceremos. Como Schindler os salvou, os momentos que Leon passou juntamente com a família e todas as dificuldades que enfrentou até alcançar a sonhada liberdade.

DSC00079

No final do livro encontramos imagens de Leyson, sua família, etc.

Sempre me emociono com livros do gênero, nem sempre choro mas é algo que me deixa pensativa, imaginando toda a dor da época. Com esse não foi diferente, principalmente porque na época Leon era uma criança e estava lidando com essa brusca mudança na sua vida, sua família sendo separada, praticamente não tendo o que comer, tendo que trabalhar para se manter vivo. É algo forte, principalmente quando se trata de uma criança que deveria estar vivendo sua infância.

DSC00076

Essa foi a primeira vez que fiz marcações em um livro, porque quando li eu senti que precisava ler aquelas frases novamente quando pegasse o livro, eu precisava lembrar. Sinceramente, acho que vou passar a fazer marcações em todos os livros, porque é ótimo relembrar aquela parte da história, uma frase…

Achei um ótimo relato, um livro emocionante. ótimo tanto para quem se interessa pelo tema quanto para os que só estão à procura de um bom livro para ler.

DSC00077

“Eles tão exuberantes, tão cheios de vida, e eu, a poucos metros de distância, exausto e deprimido, lutando para sobreviver por mais um dia.”

Esses seus olhos azuis…

tumblr_ltdljavn2D1qe5n6lo1_500

Esses seus olhos azuis que logo de primeira me chamaram atenção, talvez não foram apenas seus olhos mas sim o seu jeito tão inseguro quanto o meu. Esses seu olhos azuis que me olhavam com duvida, eles são claramente perguntas mas até agora só decifrei uma delas.

Seus olhos misteriosos que não revelam metade das coisa que você já passou, eles não mostram o qual dura a vida tem sida com você. Nós temos muitas coisas em comum mas essa duvida nos afasta, esse medo nos matem longe, como se estivéssemos em planetas diferentes.

Então a oportunidade surgiu, aquelas palavras bobas saíram das nossas bocas. Elas ainda estão aqui comigo, cada letra, cada palavra permanece. As horas passaram tão rápido… Eu queria ter ficado ali a noite inteira, e mesmo que o assunto acabasse o silêncio já seria suficiente. Mas e agora? O que faremos agora? A insegurança tomou conta de mim e eu não cumpri o nosso combinado… Já tivemos tantas chances depois disso, mas acho que você interpretou essa minha insegurança de outra maneira.

Apesar do pouco tempo e de toda essa confusão, apesar de não nos conhecermos completamente, esses seus olhos azuis ainda me prendem, e ainda me olham com duvida, mas eu não posso responde-la, porque o tempo passou, não tanto quanto parece mas passou. Apesar do momento não ter durado metade do que eu gostaria que tivesse durado e de você provavelmente não ter dado importância ou ter esquecido, eu ainda espero que ele se repita, eu ainda espero que você tente outra vez, porque a minha velha insegurança não tem me permitido fazer isso como na primeira vez, apenas continue o que eu sem querer comecei, apenas continue o que você tentou na primeira vez.

Seus olhos não conhecem direito apesar de me verem todos os dias, mas eles tentaram… Eu com minha mania os impedi, e o afastei. Me arrependo disso todos os dias quando o vejo, mas o tempo não volta e todos os momentos passam.

Playlist #6

Fico até com vergonha de postar praticamente uma vez por mês. Antes eu já estava com toda aquela coisa de falta de ideias para escrever posts, e como se já não fosse o suficiente, eu estou no 1º ano do Ensino Médio com nada mais, nada menos do que dezenove matérias. Olha só que coisa feliz! Estou praticamente ficando louca para dar conta de todos os trabalhos (que são muuuitos), e ainda ficar revisando as matérias. Sinceramente? Estou morrendo de medo das provas, até porque serão dezenove provas… Socorro!

Mas vamos mudar de assunto e falar do tema desse post. Hoje eu vim mostrar pra vocês algumas músicas que estou gostando muito de ouvir, e se você está a procura de um bom aplicativo para ouvir músicas, recentemente fiz um post indicando um aplicativo que ainda estou amando loucamente (haha), se quiser saber mais sobre ele, é só clicar aqui e ler o post.

* We don’t talk anymore – Charlie Puth (feat. Selena Gomez)

A música foi lançado em janeiro, mas só essa semana eu realmente ouvi. Resultado: saio cantando por todo canto “we don’t talk anymore…”

* Colors – Halsey

No finalzinho de fevereiro a Halsey que não é tãaao conhecida assim, mas tem músicas muito boas, lançou o clipe de Colors. Já tinha escultado a música antes, mas depois de assistir o clipe, o trechinho de “everything is blue” não sai mas da minha cabeça! Momento sofrimento da vida: Halsey vai estar no Lollapalooza desse ano. Eu vou estar lá? Não! Meu coração até doeu aqui y.y

* Work from home – Fifth Harmony (feat. Dolla $ign)

“Não sou capaz de opinar” (sorry! hahaha). digo apenas que “work, work, work…” tem resumido meus dias.

* Sofa – Ed Sheeran

Com essa pausa do Ed, quem é sheerio tem que ouvir todas as músicas mais antigas pra sofrer mais (haha). Sofa é lá do inicio (bem do inicio) da carreira do Ed, esses dias acabei escultando ela de novo e agora fiquei escrava do repeat.

* Too close – (Cover Melanie Martinez)

Essa é música original do cantor Alex Clare:

E aqui o cover feito pela Melanie Martinez:

Too Close foi uma das músicas que a Melanie cantou quando ainda fazia parte do The Voice. Lá estava eu procurando músicas da Melanie e acho esse cover, comecei a ouvir feito louca e até hoje estou assim: necessitada de tratamento.

E essas foram as músicas escolhidas para a 6º playlist do blog. Espero que tenham gostado! Para ver outras playlists já postadas é só clicar aqui, ok?

Aplicativo: VK

Há muito tempo eu estava procurando por um bom aplicativo de músicas, já baixei inúmeros, mas nenhum era realmente bom. Então enquanto falava com uma amiga eu comentei sobre essa busca infinita, e ela me recomendou um aplicativo muito bom e grátis, o que é melhor ainda, certo? haha.

O aplicativo se chama “VK”, e até agora todas as músicas que eu pesquisei estavam disponíveis, estou usando ele faz alguns meses, tem sido ótimo! É preciso fazer um cadastro, mas é tudo bem simples e rápido.

Na verdade, o VK não é um aplicativo apenas de música, se trata de uma rede social onde você pode adicionar amigos, compartilhar fotos, salvar vídeos, músicas, jogos, conversar com seus amigos, etc. Como eu estava procurando um aplicativo somente para músicas, esse é o único recurso que uso, por isso não posso falar muito dessas outras opções.

Assim como o Spotify, ele não baixa as músicas no seu celular, você pesquisa o nome da  música/artista, e salva para ouvir no app, assim é possível ouvir mesmo sem internet.

É bem simples de mexer e salvar as músicas desejadas. Ao abrir o aplicativo, você será direcionado para a página de “Notícias”, que nada mais é do que o seu feed, onde você pode visualizar tudo o que seus amigos e as comunidades adicionadas estão compartilhando/postando (no caso eu não uso esse lado de rede social do aplicativo). Tocando nessa “coisinha” (como é o nome disso? Não sei -_-) irá aparecer as outras opções do aplicativo (1).

página inicial vk

A aba de “Respostas” é onde fica as notificações sobre as curtidas que você recebeu, solicitações de amizades aceitas e coisas do tipo. Em “Mensagens” é onde estão as suas conversas.

Em “vídeos” você pode adicionar links de vídeos, assim é só entrar nessa aba, selecionar o vídeo desejado e você será direcionado para assistir o vídeo no YouTube.

como salvar o link d videos

Depois de vídeos vem a minha parte favorita e a que realmente uso: “Músicas”. Para adicionar uma música, basta pesquisar pelo nome da música ou do artista, escolher alguma das opções e clicar nessa aba de reprodução que surgirá assim que você selecionar a música (1), depois clique nesses “três pontinhos” que estão no canto superior direito da tela (2), escolha a opção “salvar” e assim a música será adicionada a suas músicas (3)

como salvar músicas

Para ouvir as músicas que você já salvou, é só voltar para a página inicial da aba de músicas, clicar no nome “minha música”, e selecionar a opção “arquivos salvos”, pronto! Você verá todas as músicas que já estão salvas.

PicMonkey Collage

O legal é que você além de poder salvar as músicas originais, pode salvar também covers, fora que algumas músicas tem a letra, e eu que amo ouvir e cantar ao mesmo tempo, acho ótimo!

Achei um ótimo aplicativo e no meu celular não fica travando. Consigo baixar todas as músicas que pesquisei com uma boa qualidade.

Você pode usar todas essas opções pelo site Vk.com, ou baixar o aplicativo no seu celular.

* VK (App Store) VK (Google Play) *